OdivelasFC.com
Edição on-line para invisuais
Hoje é dia 26 de abril de 2018 e são 5 horas e 10 minutos da manhã.


Está a ler o seguinte artigo: Esclarecimentos sobre Ex-Empregados, publicado em 27/03/2011 às 20:05

Visto existirem algumas dúvidas a respeito dos empregados que se encontram como credores no processo de insolvência do ODIVELAS FUTEBOL CLUBE. No Odivelas Futebol Clube encontram-se colaboradores que têm conhecimento suficiente e profundo de tudo o que se passou, tendo mesmo feito parte do processo como testemunhas a favor do Odivelas Futebol Clube, mas como para algumas pessoas " Em tempo de guerra tudo val " e tudo que seja para acrescentar mais um prego no " caixão " é sempre bom porque não vá ele... ressuscitar !!!

Os ex. empregados Srª Maya e Srº Sérgy de Nacionalidade Ucraniana. Foram admitidos no Odivelas Futebol Clube para executar trabalhos na rouparia e lavandaria ainda no tempo do Campo Diogo José Gomes pelo então vice Presidente para o património, obviamente com o consentimento da Direcção do Odivelas Futebol Clube. Nesse tempo o Odivelas tinha uma mão " cheia de nada " e só se lavava os equipamentos das Juniores e Juvenis, com a criação do Site - Órgão oficial de comunicação do clube, espaço que também não existia, pois os pais começaram a enviar mensagens para o site interrogando o porquê de não se lavar dentro clube os equipamentos das restantes equipas !!!

Lembramos, que nesse tempo os equipamentos eram lavados em 2/3 máquinas de lavar roupa domésticas e que era raro o mês que não se teria de comprar ou reparar uma máquina, porque as máquinas não tinham capacidade, foi então que se resolveu em reunião de Direcção comprar máquinas Indústrias de lavar com capacidade para 35 kg, secar industrial 35 Kg e calandra eléctrica tudo novo, por valores aproximados a 35.000 €, com o aval Bancário de Humberto Fraga e tendo o ODIVELAS FUTEBOL CLUBE com muito sacrifício liquidado tudo.

Com a montagem da nova rouparia / lavandaria, orgulho de todos que serviam com muita dedicação o clube nesses tempos. Foi então solicitado aos funcionários da lavandaria para passarem a lavar os equipamentos do escalão de Iniciados aí começa o primeiro desentendimento ao pedirem ao clube uma verba adicional de 200 € / Mês para cada funcionário a direcção acabou por aceitar.

A pressão dos pais sobre a Direcção continuou, agora seria os Escalões de Infantis e de Escolas, voltamos a contactar os funcionários, voltaram a pedir mais 200€/ mês para cada colaborador. Desta vez não aceitamos a exigência feita, porque se entendeu ser despropositado, continuaram os atletas a lavar os equipamentos em casa, daí para a frente as relações laborais não mais foram as mesmas, lavavam roupa ás seis da manhã por sua iniciativa, abriam a rouparia quando assim o entendesse, o Sérgy ás 11 da manhã andava a fazer circuitos de manutenção pela cidade de Odivelas etc. etc.

As coisas pioraram, quando as competições terminavam Maio/Junho, não existindo equipamentos para lavar aproveitava-se a mão de obra para fazer desinfecção dos balneários, sanitários, pinturas dos corredores dos estádios, pinturas dos campos, tratamentos de relva, de forma que no inicio da nova época tudo tivesse apresentável. A resposta dos colaboradores foi que... Nós não pintamos porque na Ucrânia um pintor ganha muito dinheiro e para eles pintarem teríamos de pagar mais ordenado, claro que a relação estava a tornar-se muito difícil para ambos ao ponto de o esposo da Srª Maya ( srº Sérgy ) se envolver em pancadaria com o outro Ucraniano também ele de nome Sérgy que ainda se encontra atualmente nos quadros do Odivelas Futebol clube como funcionário.

Foi então que a Srª Maya e Srº Sérgy resolveram abandonar o Odivelas F.C. durante a noite tendo levado além das coisas pessoais, levaram ainda um frigorífico que era do Odivelas.

NOTAS:

a) O Odivelas sempre cumpriu rigorosamente com os vencimentos, não tendo ficado nenhum ordenado por liquidar
b) O Odivelas Futebol Clube não despediu nenhum funcionário, muito menos ter feito carta de despedimento
c) Apesar de serem na altura trabalhadores ilegais, o SEF não os legalizava, o Odivelas Futebol Clube sempre os dignificou e respeitou.
d) Apesar de na época serem trabalhadores ilegais, o Odivelas Futebol Clube sempre pagou os seus impostos á Segurança Social como podem ser comprovados através dos mapas.
e) Tratando-se de imigrantes sem residência fixa na época, o Odivelas Futebol Clube disponibilizou um balneário no Campo Diogo José Gomes para eles poderem ter um tecto e viverem com mais dignidade e mais tarde construimos um casa com mais condições de habitabilidade dentro do Estádio Arnaldo Dias, assim como fizemos para mais funcionários, onde não pagavam nem Renda, Água e Luz.

ENTÃO PORQUE FORAM PARA TRIBUNAL ???

No entender do Odivelas, eles teriam a receber os avos dos Subsídio de Natal e Subsídio de Férias correspondente aos meses de trabalho do ano civil, seis dias de trabalho referente ao mês em que abandonaram o Clube.

Contas feitas pelo Odivelas Futebol Clube, teria de pagar aproximadamente 1.500 € a cada colaborador, eles foram para tribunal dizendo que colocamos na rua, ficaram sem casa e que queriam uma indemnizarão. A Senhora Advogada dos Ex. Colaboradores pediu 25.000 € como pensão de sobrevivência e um conjunto de indemnizações totalizando valores aproximados a 50.000 €.

O Processo dos Ex. Colaboradores decorria no Tribunal de Trabalho de Loures como processo autónomo, mais tarde foi pedido a sua Junção ao Processo de Insolvência do Odivelas Futebol Clube. A sentença sobre os Ex. Colaboradores foi transitada com a condenação do Odivelas Futebol Clube pagar uma verba aproximada de 20.000 €.

RESUMO : No entender do Odivelas Futebol Clube não despediu nenhum funcionário... Quem deveria ser indemnizado seria o Odivelas F.C. por abandono dos postos de trabalho sem aviso prévio da entidade patronal, o pagamento das indemnizações aos Ex. funcionários foi prevista na verba solicitado ao Benfica não sendo um custo agravado nas contas de gestão do Odivelas Futebol Clube.

Esperamos ter contribuído para um melhor esclarecimento sobre os Ex. funcionários, mais acrescento que aos atuais funcionários do quadro, nada têm a ver com este processo e que também em relação a eles quando deixei de exercer funções no Odivelas Futebol Clube Abril de 2009, os Salários estavam em dia tendo eu disponibilizado no último mês para cumprimento de salários do pessoal 1,135 €.

Humberto Fraga


Voltar à página inicial | Voltar ao site
FIM

© Copyright (c) 2007/2018 - OdivelasFC.com
Desenvolvido por Pedro Boléo - pboleo@gmail.com