OdivelasFC.com
Edição on-line para invisuais
Hoje é dia 16 de janeiro de 2018 e são 11 horas e 47 minutos da manhã.


Está a ler o seguinte artigo: Ciclo de Entrevistas - Fábio Faia, publicado em 07/06/2014 às 19:16

Fábio André Lavrador Faia (conhecido por Faia), guarda-redes de 20 anos que representou o Odivelas SAD nas épocas 2012/2013 e 2013/2014, concede uma entrevista ao site odivelasfc.com, após muitas defesas de qualidade ao serviço deste clube.


João: Faia, porquê o “sem braços”?
Faia: (Ri-se) É uma alcunha que os meus colegas de equipa me arranjaram. Somos uma família e no seio das famílias é normal haver brincadeiras, esta é uma das muitas que temos. Neste caso particular, é uma forma que eles arranjam para não confessarem as minhas qualidades (gargalhada).

João: Como te defines enquanto guarda-redes? Quais consideras serem as tuas principais características?
Faia:
Sou suspeito para falar nisso, o melhor era perguntares aos meus colegas. Ainda assim, as minhas principais características considero serem a forma como me aplico no trabalho, considero-me forte dentro dos postes e transmito muita confiança aos meus colegas ao longo de cada treino e de cada jogo e não paro de os incentivar.

João: Como foi a tua relação com o restante plantel? Como é que funcionaram enquanto grupo, especialmente nos momentos mais difíceis?
Faia:
A minha relação com o restante plantel sempre foi a melhor, com todos os elementos. Claro que temos sempre aqueles com quem nos damos melhor, mas no geral correu bem, também não há outra hipótese, quem está mal que se mude. Como em todo o lado, enquanto grupo houve alguns atritos mas tento sempre apaziguar os ânimos e chamá-los á razão. Afinal, estamos todos ali a remar para o mesmo lado, é nesses momentos que se vê o quão forte é o grupo, não é nos momentos em que a equipa está bem. Mas ainda bem que foram raros os momentos maus e foram mais os momentos bons!

João: E o staff, de que maneira ajudou no teu trabalho? De que maneira a experiência de um ex-internacional Português (mister Luís Andrade) ajudou no teu crescimento enquanto jogador e enquanto pessoa, durante estas duas épocas? E os treinadores de guarda-redes?
Faia:
O staff do Odivelas foi incansável, profissional e muito trabalhador. Destaco uma pessoa que para mim faz toda a diferença: o meu amigo António Sousa, que é a pessoa encarregue de gerir o futebol do Odivelas SAD. É um homem incansável, que só não faz por nós aquilo que não puder, é um verdadeiro Odivelense, merecedor de uma estátua pela paciência (gargalhada)! Quanto ao Mister Andrade, não é a 1ª vez que trabalho com um treinador que já foi internacional Português. Já trabalhei com o Romeu (selecionador sub-21 adjunto) e ambos têm uma coisa em comum, paixão enorme pelo jogo. O Mister Andrade é uma pessoa que está quando dele se precisa. Mas não se pode fazer omeletes sem ovos e com todas as condições que tivemos, muito já fez ele. Duas subidas em 2 anos e um título de campeão?! Não é fácil ! Como treinadores de Guarda-redes, tive na primeira metade o Mister Paulo Viola, que além de Mister foi um amigo, e uma pessoa super animada que me puxava muito as orelhas (gargalhada) e que me dava bastantes conselhos. Muito trabalhador, tanto que merece mais que ninguém a oportunidade que está a ter no Azerbaijão. Quanto á 2ª metade da Época, foi o Mister Rui Saraiva que mesmo não sendo treinador nesta área, desempenhou um papel muito importante na minha evolução.

João: Chegou ao fim a época 2013/2014, onde conseguiram a subida à Divisão de Honra da AFL, e após a conquista da II Divisão Distrital na época passada. Que balanço fazes destas duas épocas com o símbolo do Odivelas SAD ao peito?
Faia:
Jogar pelo Odivelas SAD é algo que tem de ser sentido e que só se aprende quando vestes aquela camisola, com aquele símbolo. É sem dúvida das equipa que mais gozo me deu a jogar, cada atleta nesta casa tem de pingar suor no fim de cada jogo, não pode haver camisolas secas. O Odivelas SAD é mais que um clube, é uma verdadeira 2ª casa. O balanço é claramente positivo! Fiz duas épocas que me devolveram a alegria de jogar futebol, e de perseguir o meu sonho, fiz amizades que ficarão para o resto da vida e conheci pessoas que muito merecem pela sua devoção ao clube, como é o caso do António Sousa, Pedro Boléo e tu, só para não ficar mal (gracejou)… Não, agora a sério, também o mereces! Tive o enorme prazer de jogar ao lado de jogadores que sei que podem chegar lá acima, basta quererem. São jogadores que apenas precisam de oportunidades.

João: Por esta altura, já deves a estar certamente a preparar a próxima época. Vais continuar no Odivelas SAD, tens propostas para sair…? Podes nos adiantar alguma coisa em relação a isso?
Faia:
Recebi alguns telefonemas e 1 ou 2 mensagens, mas agora quero desfrutar as férias e mais tarde logo se vê...

João: Que mensagem queres deixar a todos os Odivelenses (colegas, staff, adeptos…)?
Faia:
Quero dizer aos ODIVELENSES para nunca deixarem de apoiar esta instituição que muito tem feito pelo bom nome da cidade, e que nunca deixem de ter orgulho neste símbolo que, volto a dizer, é um histórico de Lisboa. Quanto aos meus COLEGAS, quero dizer-lhes para treinarem sempre no máximo e nunca deixarem de acreditar nos seus sonhos, têm é de pedalar mais senão assim não vão lá (gracejou). Quanto ao STAFF, queria agradecer por tudo o que fizeram por mim e pelos meus companheiros e dizer que foi um orgulho representar este emblema e vestir esta camisola! SOMOS UM!

A equipa do odivelasfc.com agradece a sua disponibilidade para esta entrevista e deseja muito sucesso pessoal e desportivo para o seu futuro.


Voltar à página inicial | Voltar ao site
FIM

© Copyright (c) 2007/2018 - OdivelasFC.com
Desenvolvido por Pedro Boléo - pboleo@gmail.com