ODIVELAS FUTEBOL CLUBE
Edição para impressão

Artigo: Reportagem Futsal Séniores: Odivelas x Alpendorada (1-2)
Publicado dia 08/12/2008 às 11:40
.

Bola no poste salva vitória do Alpendorada em Odivelas: Se fosse preciso um cartão de visita para marcar a emoção que existe nos jogos de futsal em relação a outra modalidade, então os 30 segundos finais do Odivelas-Alpendorada serviam na perfeição. Que emoção!!!

Primeiro o Odivelas falhou um livre de 10 metros. Depois, no contra-ataque, em situação de 3 para 1, Côco driblou um adversário, à saída do guarda-redes tocou para Lipa no meio da área, mas este com a baliza à mercê tentou dar de calcanhar para Edivaldo que não chegou à bola. O esférico sobrou para o Odivelas, que também em situação de 3 para 1, não conseguiu concretizar um remate de Paiva no centro da área, acabando a bola por sair fora.

No entanto, se quem estava no pavilhão pensou que o jogo tinha acabado estava muito enganado. Alex repôs a bola para Côco, o esquerdino não conseguiu dominar já perto da área do Odivelas, a bola sobrou no contra-ataque para Tobias, que, a 1 segundo do fim, rematou ao poste do Alpendorada…

Foram 30 segundos de coração nas mãos que se explicam por duas ordens de razões: a primeira porque o Odivelas nunca desistiu de procurar a sua sorte, principalmente depois de reduzir a 3 minutos do fim, e esteve perto de a alcançar por mais do que uma vez aproveitando algum desnorte dos marcuenses; a segunda porque o Alpendorada não foi capaz de transformar em golo muitas das situações que criou ao longo da partida, em grande parte devido à exibição do guarda-redes Miguel, mas, também, porque os nortenhos revelaram-se pouco expeditos na hora de atirar à baliza e muitas vezes quiseram adornar os lances.

A partida começou bastante equilibrada. As duas equipas traziam a lição estudada e demoraram alguns minutos a soltarem-se. O Alpendorada chegou à vantagem na transformação de um livre e este golo acabou por revelar-se decisivo na forma como a partida decorreu. A equipa da casa foi obrigada a subir as suas linhas, a pressionar o adversário, e fê-lo bem durante largos minutos, no entanto, destapou muitas vezes as costas, situação bem aproveitada pelos jogadores forasteiros para criarem lances de perigo.

Em campo estiveram duas das equipas com melhores valores individuais da Primeira Divisão. Se os de Alpendorada são sobejamente conhecidos – Côco, Camarão, Nandinho ou Edivaldo -, os de Odivelas – Nuças, Tui, Tobias ou Paiva - estão agora a chegar ao escalão principal, mas demonstram qualidade para serem dentro de alguns anos certezas da modalidade. Por isso, a partida teve momentos verdadeiramente deliciosos, daqueles que chamam espectadores aos pavilhões, e ainda contou com dois guarda-redes em tarde inspirada. Se Miguel respondeu sempre à altura não deixando o resultado se desnivelar na primeira parte, Alex respondeu à altura no momento em que o Alpendorada mais precisou.

Com a vitória em Odivelas, o Alpendorada aproximou-se dos lugares de «playoff», dando sequência ao resultado positivo obtido na segunda-feira com a Fundação Jorge Antunes. Quanto aos da casa, mantêm-se com 6 pontos e viram fugir o pelotão do «playoff», continuando, no entanto, fora dos lugares de despromoção directa.

Arbitragem com erros, mas sem influência no resultado.

FILME DO JOGO
05’00 – 0-1, Camarão. Livre à entrada da área, toque de Côco e finalização fácil de fora da área.
08’00 – Nuças recupera uma bola, isola Paiva mas o remate é defendido por Alex.
09’00 – Excelente carrossel do Alpendorada até soltar Amorim que sem deixar cair a bola no chão remata para uma grande defesa de Miguel.
11’00 – Nuças perde para Edivaldo, a bola sobra para Côco, tira um adversário mas não supera saída destemida de Miguel.
14’00 – Tobias passa por Amorim, à saída de Alex toca a bola por cima do corpo do guarda-redes, mas quando se preparava para empurrar para a baliza é surpreendido pelo corte de Amorim.
16’00 – Tobias ganha na raça a Lipa, coloca a bola no centro da área onde aparece Paiva a rematar para boa defesa de Alex.
17’00 – Tobias perde a bola para Camarão que isolado remata para excelente intervenção de Miguel,
22’00 – Lipa serpenteia entre dois adversários até soltar para Amorim que fica isolado mas não consegue desfeitear Miguel.
23’00 – 0-2, Lipa. O marcuense foge à marcação, torneia Miguel e empurra para a baliza.
28’00 – Excelente jogada colectiva do Alpendorada a trabalhar a bola até chegar a Côco, que isolado permite a defesa de Miguel.
32’00 – Nuças trabalha a bola com os dois pés, mas o remate é desviado pelo pé de Nandinho quando se encaminhava para a baliza.
34’00 – Edivaldo «rouba» a bola a Nuças , serve Côco que perante a saída de Miguel desvia a bola, mas esta sai a rasar o poste.
37’00 – 1-2, Tobias. Remate de fora da área, a bola ainda desvia num jogador do Alpendorada e trai Alex.
38’00 – Edivaldo falha livre de 10 metros, na recarga atira a bola ao poste.
39’00 – Paiva remata da zona de pivô para uma defesa atenta de Alex.
40’00 – Nuças falha livre de 10 metros
40’00 – Contra-ataque do Alpendorada, Côco finta adversário, toca para Lipa que sem guarda-redes na baliza prefere toque de calcanhar para Edivaldo, mas o brasileiro não consegue o desvio.
40’00 – Contra-ataque do Odivelas, Tobias serve Paiva no centro da área, mas o pivô remata por cima da baliza.
40’00 – Miguel trava contra-ataque do Alpendorada, passa para Tobias que corre meio campo para rematar ao poste da baliza de Alex.

Reportagem retirada de www.futsalportugal.com


© Copyright (c) 2004/2018
Desenvolvido por Pedro Boléo - pboleo@gmail.com