ODIVELAS FUTEBOL CLUBE
Edição para impressão

Artigo: Reportagem Futsal Séniores: Benfica x Odivelas (8-4)
Publicado dia 09/12/2008 às 18:33
.

Benfica vence Odivelas com susto ao intervalo: Uma segunda parte de bom nível permitiu ao Benfica superar o Odivelas (8-4), depois de ao intervalo se registar uma igualdade a quatro golos, fruto de uma eficácia fabulosa dos visitantes, mas, ao mesmo tempo, que penalizava uma abordagem ao jogo displicente da equipa da casa.

Apesar dos avisos que o Odivelas já tinha deixado em outros jogos – nomeadamente com o Sporting, Instituto e Fundação -, os jogadores do Benfica entraram em campo muito frouxos, como que a pensar que mais tarde ou mais cedo a vitória chegaria sem grande esforço. Engano rotundo. A equipa do Odivelas tem bons jogadores e na primeira parte nunca se furtou a disputar o jogo no campo todo, aproveitando o desleixo do Benfica, claro, mas jogando desinibida e sem medo de tentar desequilibrar nos duelos individuais
Por outro lado, os odivelenses também foram muito eficazes, marcando praticamente em todas as oportunidades que criaram. No entanto, se no ataque o Odivelas esteve forte, a defender foi algo frágil em momentos que o Benfica soube materializar a seu favor.

A equipa forasteira pecou por não conseguir segurar as vantagens que foi tendo, deixando os bicampeões nacionais empatar praticamente nas jogadas seguintes. Foi assim após o 0-1 e o 3-4, sendo que o empate «encarnado» obtido por Arnaldo, já a caminho do último minuto, foi um golo importante porque não permitiu que o Benfica fosse para o intervalo a perder.

Aliás, o «expresso de Bragança» foi mesmo o jogador do Benfica mais metido em jogo, aquele que desde o primeiro segundo entendeu que não se podia facilitar e acabou premiado com um «hat-trick» e uma assistência para golo. Ricardinho também deu «show», nomeadamente nas fabulosas assistências para o 3-3 de Pedro Costa (o passe foi feito com um pontapé de moinho) e o 8-4 de Anilton (picou a bola por cima de um adversário e jogou no meio para o jovem concretizar).

Empatado ao intervalo a quatro golos, o Benfica veio para a segunda parte, tal como se impunha, com outra atitude e isso complicou a tarefa do Odivelas. Mais rápido na troca de passes e com uma movimentação mais consentânea com um candidato ao título, o Benfica melhorou acima de tudo na intensidade defensiva, não surpreendendo, por isso, que a equipa da Luz passasse a ganhar mais despiques individuais e mantivesse os odivelenses bem longe da área. Mesmo assim, o Odivelas ainda aguentou o empate por 11 minutos, e, apesar da maior pressão benfiquista, até este golo a baliza à guarda de Miguel nem passou por grande calafrios.

Arnaldo marcou o golo que deu vantagem ao Benfica na conclusão de um passe longo de Pedrinho, aproveitando um desentendimento entre Nuças e Miguel. Dois minutos depois, o Benfica aumentou a vantagem e sentenciou a partida. Nuças perdeu uma bola na saída para o ataque e Arnaldo fez o golo na conclusão de uma assistência de Ricardinho.

A partir daqui a partida ficou decidida. O Odivelas subiu a marcação e, obviamente, destapou as suas costas. Por outro lado, a equipa visitante sentiu mais o esforço do jogo de sábado e aí o Benfica aproveitou para marcar mais dois golos e desperdiçar outras oportunidades que poderiam ter dado números no marcador que não iriam reflectir o esforço dos visitantes.

FILME DO JOGO:[/b]
04'00 – 0-1, Paiva. Nuças transporta a bola até perto da baliza sem oposição «encarnada» e serve o pivô no meio da área.
04'00 – 1-1, Rogério. Ricardinho segura a bola na linha de fundo, passa a Rogério que na passada fuzila Gameiro.
07'00 – 2-1, Ricardinho. Arnaldo em velociodade pela direita, passa para o meio onde aparece o «mágico» a empurrar para a baliza.
09'00 – Livre a favor do Benfica, Gonçalo remata ao poste após tabela com Ricardinho
09’00 – 2-2, Nuças. O ala passa Ricardinho em velocidade e finaliza da meia esquerda com algumas culpas para Bebé
12’00 – Arnaldo trabalha a bola no lado esquerdo e remata para uma grande defesa de Gameiro.
13’00 – Arnaldo rouba a bola a um adversário e isolado permite a defesa de Gameiro.
13’00 – 2-3, Cris. Contra-ataque de 3 para 2 finalizado do lado esquerdo.
16’00 – Tabela Ricardinho/Arnaldo a isolar o «expresso de Bragança» que não supera Gameiro.
18’00 – 3-3, Costinha. Monumental assistência com um pontapé de moinho de Ricardinho, para uma finalização fácil de Costinha no meio da área.
19’00 – 3-4, Paiva. Lançamento longo de Gameiro, Pedrinho falha a intercepção e o pivô marca na cara de Bebé.
19’00 – 4-4, Arnado. Remate de Pedrinho do lado esquerdo desviado por Arnaldo na cara do guarda-redes.
31’00 – 5-4, Arnaldo. Passe longo de Pedrinho para um desvio inteligente de Arnaldo perante a saída de Miguel.
33’00 – Passe de Ricardinho a isolar Arnaldo que remata a rasar o poste.
34’00 – 6-4, Arnaldo. Nuças perde a bola e Ricardinho serve o «expresso de Bragança» no meio da área.
34’00 – Miguel salva o golo com uma saída destemida aos pés de Ricardinho.
39’00 – Zé Maria isolado pelo lado esquerdo remata por cima da barra.
40’00 – 7-4, Ricardinho. Tabela com Arnaldo e conclusão em cima da linha de golo.
40’00 – 8-4, Anilton. Ricardinho passa adversário depois de picar a bola e assiste o jovem caboverdiano que só precisou empurrar a bola.

Reportagem retirada de www.futsalportugal.com


© Copyright (c) 2004/2018
Desenvolvido por Pedro Boléo - pboleo@gmail.com