ODIVELAS FUTEBOL CLUBE
Edição para impressão

Artigo: DO: Visões Desportivas: 17/01/2010
Publicado dia 18/01/2010 às 15:09
.

Hoje trago não um, mas dois temas que no meu entender são da maior importância para quem pratica qualquer tipo de desporto, pois trata-se da falta de qualidade da assistência médica aos praticantes desportivos por parte de algumas Instituições Desportivas (Clubes) do nosso Concelho.

Assistência Médica: Pede-se aos agentes desportivos para que se aumente o número de praticantes, que se aumente o nível competitivo das provas, fala-se das metodologias de treino, mas nunca se fala na assistência médica dos atletas.

Hoje são muito pouco os Clubes que dispõem de um departamento médico equipado com algum equipamento para recuperação de lesões. Na maioria dos casos os atletas lesionados durante a competição não têm um fisioterapeuta para os primeiros cuidados, é lhes dito... “mete gelo”.

O Gelo é reconhecido como o melhor anti-inflamatório natural que existe, sempre que um atleta se lesiona num treino ou em competição recomenda-se o gelo como sendo quase milagreiro. Seria importante que todos os Dirigentes Desportivos e os Autarcas reflectissem um pouco sobre a falta de cuidados médicos aos atletas no nosso Concelho por parte da maioria do Clubes.

Sabemos que nenhum atleta pode fazer Desporto Federado sem que tenha uma apólice de Seguro Desportivo emitido por uma companhia de seguros, não é menos verdade que os médicos das Companhias de Seguros são de Clínica Geral, quando os atletas deveriam ser observados e diagnosticados numa primeira fase por um Fisioterapeuta, se a lesão for mais grave, então seriam observados por um médico com especialidade em Ortopedia. Uma lesão mal tratada pode ter consequências irreparáveis na vida de um atleta.

As lesões mais frequentes no desporto são: Entorses, Luxações, Rupturas das Fibras Musculares, Distensões e Contusões, entre outras, mas no entanto, podem ser evitadas se for realizada uma correcta prevenção com recurso a uma bem planeada preparação das metodologias do treino físico, tais como: Aquecimento e Alongamentos dos músculos (O liso, O Cardíaco e o Esquelético). Existe aproximadamente 212 músculos de vários tamanhos e formas.

Também é muito importante o aquecimento para prevenir as lesões nas articulações, e cuidados especiais a ter com: Líquido sinovial, cartilagem e Ligamentos.

Para tratar de todas estas lesões é muito importante que os clubes disponham de Fisioterapeutas nos seus quadros clínicos. O Fisioterapeuta tem um papel importante na prevenção, no tratamento e na reabilitação de lesões resultantes da prática desportiva.

É importante fazer desporto, mais importante é saber fazê-lo!

Desfibrilhador: Muitos têm sido os atletas que perderam a vida em recintos desportivos por não existirem muitas vezes os meios adequados, como os 'Desfibrilhadores' para reanimação Cardio-Respiratório, seria importante que os agentes desportivos, também os autarcas e entidades privadas, possam ajudar os clubes a adquirir um 'desfibrilhador', equipamento muitíssimo importante para a saúde dos atletas.

A infeliz lista de atletas que sucumbiram de forma inesperada, onde consta nomes como: Mikós Féher, Bruno Baião, João Martins, Hugo Cunha, António Puerta, Marc-Vivien, entre muitos outros.

Um Desfibrilhador Externo Automático (DEA), para Reanimação Cárdio-Respiratória (RCP). Este equipamento está preparado para executar (ECG) Electrocardiograma.

Estou consciente que se trata de um aparelho dispendioso (4.000 ¤ +/-) para qualquer clube. Todas as Instituições Desportivas devem fazer um esforço para a sua aquisição, pois não podemos perder uma vida humana pela falta de meios adequados de socorro.

É necessário fazer desporto, mas com prevenção!


Humberto Fraga



© Copyright (c) 2004/2018
Desenvolvido por Pedro Boléo - pboleo@gmail.com