ODIVELAS FUTEBOL CLUBE
Edição para impressão

Artigo: UEFA: Estudo sobre lesões faz progressos
Publicado dia 13/02/2010 às 21:30
.

A UEFA, as suas federações filiadas, os clubes e equipas médicas têm trabalhado em conjunto para diminuir o impacto que as lesões têm no futebol europeu. Estudos específicos têm sido realizados nas diversas competições da UEFA, sob a orientação do Professor Jan Ekstrand.

Benefício mútuo: Os objectivos do Estudo sobre Lesões da UEFA é saber mais sobre padrões de lesões e riscos, aumentar a segurança no futebol e diminuir o número de lesões, de modo a providenciar informação que sirva de benefício mútuo, não só para o organismo que superintende o futebol na Europa, mas também para os clubes e federações europeias. O projecto é conduzido por Ekstrand, vice-presidente do Comité Médico da UEFA, que actualmente estuda os padrões de lesões no Campeonato da Europa de Sub-21, que se realiza no seu país natal, a Suécia.

Comunicação é vital: Ekstrand sublinha que o estudo, lançado em 2001 por iniciativa da FIFA, UEFA e outras federações continentais, tem registado enormes progressos na prevenção de lesões. No entanto, acredita que agora o projecto deve passar ao nível seguinte, para continuar o seu desenvolvimento e reduzir ainda mais os riscos, com a comunicação e a estabilidade a serem capazes de melhorar ainda mais. "A UEFA e a FIFA têm desenvolvido bastante trabalho para minimizar o risco – o estudo sobre lesões é o primeiro passo básico na prevenção das mesmas", disse ao uefa.com.

A importância da consistência: "Num outro patamar, a prevenção de lesões trata essencialmente de fornecer aos jogadores programas individuais de alongamentos, fortalecimento e melhoria da coordenação", acrescentou. "A nível profissional, isso não é suficiente. A carga física é mais importante – isto é decidido por treinadores e pela administração. A consistência do clube em termos de equipa técnica e estilo de jogo são factores ainda mais importantes. No entanto, a chave para a prevenção de lesões ao mais alto nível tem a ver com a comunicação entre treinadores, equipa médica e administração".

Guia sobre lesões: O estudo verificou que as lesões musculares nos tendões da face posterior da coxa são os problemas mais comuns no futebol de alto nível, em grande parte devido à intensidade e velocidade do jogo. Num plantel composto por 25 jogadores, por exemplo, uma média de dez jogadores sofrem lesões na coxa, sete dos quais problemas nos tendões. Pode saber mais sobre distensões e outras dez lesões comuns numa série de pequenos vídeos da autoria de Ekstrand no Campo de Treinos da UEFA.

in uefa.com


© Copyright (c) 2004/2018
Desenvolvido por Pedro Boléo - pboleo@gmail.com