ODIVELAS FUTEBOL CLUBE
Edição para impressão

Artigo: Futsal do OFC no DiarioDeOdivelas
Publicado dia 31/05/2006 às 00:06
.

Campeonato Nacional de Futsal da II Divisão: A Festa fez-se em Odivelas, na Terça-feira, 30 de Maio de 2006! A equipa de Futsal do Odivelas Futebol Clube disputou esta época o Campeonato Nacional da 2ª Divisão. Este Sábado, no Pavilhão da Escola Secundária Pedro Alexandrino, na Póvoa de Santo Adrião, o Odivelas defrontou o Rio de Mouro em jogo decisivo. Em caso de vitória os Odivelenses asseguravam a sua presença na 1ª Divisão na próxima época. E, o Odivelas venceu por 10 - 2.

Logo de início começou a perceber-se o dominio da equipa da casa que chegou ao intervalo a vencer por 6 - 1. No segundo tempo o Rio de Mouro marcou mais um esforçado golo ao que o Odivelas respondeu com... quatro.

Susana Amador, Presidente da Câmara de Odivelas e Nuno Gandêncio, Vogal da Junta de Freguesia, sentaram-se ao lado do Presidente do clube, Humberto Fraga e com ele foram gritando o seu apoio áqueles que no campo lutavam pela subida de Divisão. A este trio de "torcedores" juntou-se uma multidão anónima que enchia por completo as bancadas do pavilhão escolar.



Depois do apito final a festa começou no recinto do jogo. Público e jogadores começaram a confraternização. Abriu-se champanhe e tomou-se o banho triunfal. Susana Amador cumprimentou um a um os obreiros da vitória: jogadores, técnicos e dirigentes.

E a festa desse dia continuou num restaurante da cidade onde dirigentes e atletas jantaram e confraternizaram.


Susana Amador: "O concelho de Odivelas "está na moda" e pelos melhores motivos."

Susana Amador, Presidente da Câmara de Odivelas comentou o jogo e a subida de divisão: É uma felicidade enorme, individual e colectiva, assistir-mos a este jogo com esta qualidade, com estes jogadores tão bem entrosados, a jogar tão bem em equipa e em colectivo, a provar claramente que a união faz a força e jogadores com esta qualidade e esta capacidade de entrosamento só poderiam estar condenados ao sucesso e por isso os parabéns ao Odivelas Futebol Clube que tem equipas e jovens com esta qualidade e como Presidente da Câmara estou, de facto, cheia de orgulho por ter uma equipa com esta qualidade e com este resultado. A primeira Divisão significa maior projecção para o Odivelas Futebol Clube e maior projecção para o concelho. Será sem dúvida mais uma imagem de marca para o concelho de Odivelas e por isso terão todo o apoio e toda a estima por parte da Câmara Municipal.

O concelho de Odivelas "está na moda" e pelos melhores motivos. A partir de agora na 1ª Divisão Nacional de Futsal o Odivelas Futebol Clube terá direito a uma maior visibilidade mediática e o nome do clube, e o nome do concelho estão intimamente associados. Esperamos que continuem a ser coroados de enormes sucessos e êxitos desportivos. O Desporto continua a ser o elo galvanizador de uma freguesia, de um concelho e de um país. Sentiu-se hoje aqui esse elo e essa galvanização. Dizem que as mulheres não ligam ao futebol mas eu vibrei hoje aqui e não serei com certeza uma excepção. As mulheres estão cada vez mais envolvidas no desporto, basta ver a bandeira que milhares de mulheres portuguesas fizeram no estádio do Jamor. Homens e mulheres estão envolvidos na actividade desportiva porque a prática desportiva, formal ou informal, é de facto um ganho para o país em termos económicos e turísticos. O turismo de Odivelas pode também ganhar com esta perspectiva de clubes cada vez mais visíveis e mais mediáticos. O Odivelas Futebol Clube já era uma referência no concelho e agora ainda se torna mais visível e mais emergente a sua força como clube.

D.O. - Com a passagem à 1ª Divisão o Odivelas vai ter mais despesas. A Câmara pode dar mais apoios?

S.A. - Com certeza. O PARDO - Programa de Apoio ao Rendimento Desportivo - está feito para os clubes que estejam em competições de alto nível e o Odivelas pode continuar a concorrer a esses subsídios do PARDO destinados a esse efeito.


Humberto Fraga é um presidente visivelmente feliz. Falámos com ele no calor da festa.

D.O. - As dores de cabeça diárias, os dissabores, as ausências à família, são compensadas em dias como este?

H.F. - Com certeza. Se nós corremos o risco de ter esses dissabores e dessas ausências é porque acreditamos que estamos a fazer um trabalho válido e depois esses sacrifícios são recompensados com a alegria das vitórias.

D. O. - Esta subida de divisão vai significar um acréscimo de despesa e maiores dores de cabeça. O Odivelas Futebol Clube está preparado para manter uma equipa na 1ª Divisão Nacional?

H.F. - Para ser muito sincero neste momento não está. Mas, nós não podíamos ficar em 2º lugar. Não podíamos abdicar do título. Depois logo se verá. Mas, estamos convencidos que as forças vivas do nosso concelho vão compreender que é uma mais valia o Odivelas estar na 1ª Divisão Nacional de Futsal, que isso trás prestigio, trás as televisões e é o único clube no concelho que tem o nome de Odivelas. Acho que os nossos autarcas podem aproveitar bem a palavra Odivelas no nome do clube para divulgar o concelho pelo país fora. Esta vertente do desporto proporciona essa divulgação. Esperamos que eles compreendam o esforço que nós vamos ser obrigados a fazer. Estar num Campeonato Nacional da 1ª Divisão implica muitas vezes sair de Odivelas à sexta para jogar ao sábado. Os jogos são às 15h00 ou 16h00 e não se pode sair de manhã para se jogar à tarde a nível da alta competição. Isso seria a mesma coisa que abdicar já de nos mantermos na 1ª Divisão. Não é isso que queremos. Vamos fazer todos os esforços para conseguir. O Odivelas está actualmente a lutar com algumas dificuldades que têm a ver com um processo judicial que vem detrás e que estamos muito empenhados em resolver a bem do Odivelas e de toda a comunidade desportiva do concelho. Isso tira-nos alguns recursos financeiros que poderiam ser deslocados para o Futsal.

Neste momento estamos todos em euforia mas vamos analisar o assunto com calma. Neste clima de festa normalmente perde-se um pouco a noção das coisas mas eu estou muito seguro e com os pés assentes no chão, Pulo, danço, brinco mas estou sempre a pensar como é que se vai conseguir resolver este problema que nos caiu nas mãos.

D.O. - Esta nova visibilidade do Odivelas também poderá trazer outros retornos em termos de patrocínios, por exemplo?

H.F. - Vamos bater a algumas portas de empresários do nosso concelho para ver se estão sensíveis a apoiar-nos mas também sabemos que a economia do país não está muito bem. Sabemos que muitos empresários também não estão muito bem mas vamos tentar. Se conseguíssemos juntar quatro ou cinco patrocinadores tudo seria mais fácil. Nós não somos demasiado ambiciosos. Este ano conseguimos fazer uma equipa com um custo inferior em três vezes o que existia e conseguimos o sucesso. Muitas vezes não é preciso gastar muito dinheiro para obter resultados. O sucesso consegue-se com um bom espírito de equipa, jogadores bem escolhidos e eles próprios criam uma unidade de grupo.

Nós não queremos muito dinheiro para esbanjar. Provámos que não é só o muito dinheiro que ganha. Não pedimos que nos dêem mundos e fundos, estamos apenas a pedir às forças vivas que tenham em atenção que o Odivelas é uma grande potência do futebol e do desporto nacional.

Vamos continuar a lutar, vamos continuar a bater às portas. Vamos continuar a pedir auxílios. Se não os tivermos não vamos deitar a toalha ao chão e vamos continuar neste caminho.

in DiarioDeOdivelas



© Copyright (c) 2004/2018
Desenvolvido por Pedro Boléo - pboleo@gmail.com